quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Feira do Livro




Feira do Livro
Porto Alegre/RS

Vem habitar
essas tendas
exóticas tribos
dos mais diversos lugares
Respiram seus encantos
em ondas de versos
que escapam das fendas...
Crianças, danças
teatro de bonecos,
contendas...
Uma nova semente
é plantada
na mente da criança
recém nas letras
iniciada...

O odor da tinta de impressão
é inenarrável
tamanha a sensação
de novidade
a exalar dos livros...
Andar entre músicos
poetas e escritores
atrai comuns e famosos
olhares e fotógrafos.

Sempre que no Hemisfério Sul
a floração dos equinócios
atinge seu ponto máximo
a saudade da poesia
de Mario Quintana nos abraça
O verde mate do meu olho
vive o lume esperançoso
de um olhar mais ágil
sobre a nova geração.
Ainda podemos
escrever outra história
e humanizar o país
porque vem habitar
essas tendas
exóticas tribos
dos mais diversos lugares.

Gladis Deble

Um comentário:

  1. Que poema maravilhoso !
    Acho que vou habitar nessa tenta

    beijos menina
    te adoro

    ResponderExcluir